O Novo Testamento tem um versículo que pode trazer alívio em alguns momentos e em outros confronto : “…Nada há escondido que não venha a ser revelado…” (Mateus 10:26)..

Se você gosta de estudar a Bíblia, independente de religião, já deve ter observado que a grande maioria de suas previsões já se concretizaram.

Revelar é sinônimo de expor, deixar à mostra, clarificar , jogar luz naquilo que as pessoas não estão vendo com absoluta fidedignidade.

Estamos na época da exposição, e isso é um dos alicerces da internet. É claro que isso pode ser muito chato às vezes , parece que nós esquecemos que podemos fazer atividades básicas como jantar sem ter que expor nas redes sociais.

Mas eu acredito que o progresso chegou mais para melhorar do que para atrapalhar, é como tudo na vida temos que aproveitar as coisas boas e ignorar o que não acrescenta nada.

Ontem (12 de julho de 2020), assisti uma reportagem que me trouxe  muita indignação , pois é revoltante  ver tantas adolescentes assediadas sexualmente por adultos em seu âmbito escolar , isso não é normal , muito embora seja um padrão que se repete há muitos anos.

A reportagem mostrou adolescentes mulheres , mas neste post vou me referir a elas e a eles como os jovens ,pois não podemos ignorar que os meninos também sofrem assédios.

Infelizmente na minha adolescência testemunhei muitas vezes meninos e meninas sendo assediados por pessoas mais velhas que estavam em situação de autoridade (tipo um professor), isso é real, não adianta jogar a sujeira debaixo do tapete. Eu sempre prefiro encarar os fatos para que possamos melhorar o mundo e melhorar a nós mesmos.

Na minha adolescência (década 1990/2000)  era tudo muito obscuro com relação ao assédio , meio que tínhamos que aguentar calados e torcer para ficar “só” no assédio não ultrapassando a barreira da violência física, embora a violência psicológica já está instalada nessas situações  .

O jovem que é assediado tem medo . Tem medo de não acreditarem nele, medo de acharem que ele que deu abertura para o assédio , a posição de superioridade do assediador o deixa inseguro e isso poderá refletir negativamente no seu psicológico por vários anos.

A culpa é outro elemento torturador, a vítima se sente culpada pela situação. Convém ressaltar que  essa situação degradante muitas vezes é “tolerada “pela vítima pois ela pode ser prejudicada caso revele o que está acontecendo, justamente pelo poder detido pelo assediador.

Nesses novos tempos os jovens falam com o mundo de novas maneiras , a hastag #exposed trata de um canal onde estudantes assediados narram os fatos sem medo de julgamento e ao expor tais constrangimentos se encontram com outros jovens que passaram pelas mesmas situações e muitas vezes com o mesmo criminoso.

Por exemplo: se o jovem mora no Pará ele pode usar a #exposedpará e encontrar outras situações semelhantes, assim ele pode ter a coragem necessária para denunciar , haja vista que  outras pessoas passaram pela mesma situação . A rede social mais utilizada para essa hastag é o TWITTER.

O ideal seria que essa aluna (o) tivesse livre acesso ao procurar os pais e a escola e que isso fosse resolvido de imediato, porém sabemos que pode não ser fácil por isso acredito que a união dos alunos juntando depoimentos é de grande valia .

São os novos tempos onde se concretiza o que a Biblia disse a milênios : Tudo será revelado  , ou seja tudo será exposed!

O mais importante é que o jovem saiba que existe uma barreira de proteção para ele , que a sociedade se importa , que o assediador é um criminoso e deve pagar pelas suas atitudes.

Eu sou uma sonhadora e sonho com um mundo melhor, nesse mundo a criança e o jovem nunca é visto como objeto de lascívia de um adulto , eu acredito que com a exposição desses crimes e a devida aplicação da pena muitos assediadores pensarão duas vezes antes de constranger alguém e exterminando essa sujeira da sociedade  viveremos mais tranquilos.

Eu sei que esse assunto não é agradável, porém é necessário e precisamos difundir essa hastag ; #exposed , pois precisamos proteger uns aos outros .